O PRESENTE É FEMININO: O Empreendedorismo Feminino no Brasil POR: BRUNA DE PAULA

Ao empreender, mulheres ainda ganham 22% menos que homens!

A participação feminina na vida econômica cresce a cada ano! Em busca de novas fontes de renda e independência financeira, o empreendedorismo tem despertado cada vez mais o interesse nas mulheres. De acordo com a pesquisa GEM Brasil 2015 (Global Entrepreneurship Monitor), o público feminino é mais expressivo do que o masculino na abertura de novos empreendimentos, 15,4% delas contra 12,6% dos homens.

Além disso, dados do Sebrae apontam que hoje:

  • Cerca de 24 milhões de estão à frente de um negócio, que representa 34% de todos os donos de negócios formais ou informais no Brasil.
  • 48% são microempreendedoras individuais, atuando principalmente em atividades de beleza, moda e alimentação.
  • 55,4% dos negócios estão sediados em casa.

As análises feitas pelo Sebrae mostram também que as empreendedoras são mais jovens e têm um nível de escolaridade 16% superior ao dos homens. Entretanto, elas continuam ganhando 22% menos que os empresários, uma situação que vem se repetindo desde 2015, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2018, os donos de negócio do sexo masculino tiveram um rendimento mensal médio de R$ 2.344, enquanto que o rendimento das mulheres ficou em R$ 1.831.

A desvantagem para as empresárias também segue no acesso a crédito e linhas de financiamento. As mulheres empresárias acessam um valor médio de empréstimos de aproximadamente R$ 13 mil a menos que a média liberada aos homens. Apesar disso, elas pagam taxas de juros 3,5 pontos percentuais acima do sexo masculino. Porém enquanto 3,7% das mulheres são inadimplentes, os homens apresentam um indicador de 4,2%.

A luta por igualdade de direitos é antiga, e mesmo diante de muitas vitórias alcançadas, em pleno século XXI as mulheres ainda enfrentam desigualdade salarial e redução no acesso ao crédito. No entanto, empreendedorismo representa uma importante alavanca para o empoderamento feminino, colaborando para uma mudança progressiva nesta realidade, abrindo oportunidade para que as mulheres sigam adquirindo maior espaço na liderança das empresas e também no mercado de trabalho.

 ------

O Presente é Feminino
Por: Bruna de Paula.
Pós Graduada em Gestão de Negócios: Inovação e Competitividade pela Unisal , gerente de Projetos Sociais na Ink Inspira.